Arcos de Valdevez

Este concelho engloba 51 freguesias, sendo limitado a Sul pelo rio Lima e atravessada pelo seu afluente o rio Vez, que lhe dá o nome.
Com carta de foral datada de 1515, a história do concelho é contudo muito mais antiga, como o demonstram os inúmeros vestígios arqueológicos, de que se destacam o castro de Ázere, as antas e mamoas do Mezio, ou o povoado castrejo de Alvora. Ao longo dos séculos juntou-se-lhes uma grande diversidade de monumentos religiosos, como o Mosteiro de Ermelo e a Igreja de São Paio de Arcos de Valdevez, e civis, como os pelourinhos de Arcos de Valdevez e do Soajo (ambos classificados como monumentos nacionais), e a Casa da Coutada, a Casa da Andorinha e o Paço da Giela.
Do ponto de vista natural Arcos de Valdevez possui uma extensa área ocupada pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês, uma das mais emblemáticas áreas naturais portuguesas, englobando também uma porção considerável do Sítio da Rede Natura “Rio Lima”, que inclui também parte do curso do rio Vez e dos seus afluentes, o Frio e o Ázere.

arcos_valdevez_mapa