Peneda-Gerês
Parque Nacional, Rede Natura, Zona de Protecção Especial

Inteiramente integrado na região fitoclimática Eurossiberiana, sector Galaico-Português, nele se destacam os carvalhais de carvalho-alvarinho (Quercus pyrenaica - sobretudo a Norte do rio Lima) e carvalho-roble (Q. robur), embora a Sul apareçam também espécies tipicamente mediterrânicas como o medronheiro (Arbutus unedo) e o sobreiro (Quercus suber); em termos florísticos destacam-se ainda os 117 endemismos ibéricos, entre eles o lírio do Gerês (Iris boissieri). No distrito de Viana do Castelo observam-se ainda extensos matagais (giestais, tojais e urzais) e importantes áreas cultivadas e prados de feno (junto aos povoados).
A nível de fauna foram já registadas 235 espécies de vertebrados autóctones (das quais 204 protegidas) e 1196 espécies de invertebrados (das quais 5 com interesse de conservação), de que se destacam o lobo (Canis lupus signatus), a narceja (Gallinago gallinago), a víbora-cornuda (Vipera latastei), a salamandra-lusitânica (Chioglossa lusitanica), a panjorca (Chondrostoma arcasii) e o escaravelho vaca-loira (Lucanus cervus).

peneda-geres-foto

peneda-geres-mapa