Sustentabilidade
Protecção do Ambiente

A protecção do ambiente tem uma história que se inicia com os primeiros activistas que, no século XIX, levaram à criação, em 1872, da mais antiga área protegida do Mundo, o Parque Nacional de Yellowstone nos Estados Unidos. Também no século XIX, pequenas lutas contra a poluição de ribeiros conduziram às primeiras leis sobre protecção das águas.
Mas é no século XX, sobretudo no período subsequente à II Guerra Mundial com o enorme surto de desenvolvimento urbano e industrial, que começam as preocupações com os problemas ambientais.

proteccao_ambiente

 

Antecedendo os movimentos sociais de 1968, investigadores das ciências sociais e naturais começaram a problematizar as lógicas de crescimento económico e os efeitos de certas actividades produtivas nos sistemas vivos. É por essa altura que surgem as estruturas governamentais encarregues da protecção do ambiente, como é o caso da Comissão Nacional do Ambiente em Portugal, que, no âmbito da preparação da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano (Estocolmo, 1972), irão produzir os primeiros diagnósticos ambientais.
No seguimento da Conferência de Estocolmo, é formada em 1983 a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, que ficou conhecida como Comissão Bruntland, com o objectivo de integrar na agenda política mundial os problemas ambientais que afectam o desenvolvimento económico e o bem-estar social.
http://worldinbalance.net/intagreements/1987-brundtland.php

Em 1992 realizou-se no Rio de Janeiro a II Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, também conhecida como Cimeira da Terra. Nesta conferência estabeleceram-se as grandes Convenções sobre o Clima, a Biodiversidade, além de terem sido aprovados os princípios das Agendas 21 (planos de acção para a resolução dos problemas sócio-ambientais, a nível nacional e local, com o envolvimento e a cooperação entre todos os sectores da sociedade).
http://www.iisd.org/